A voz do silêncio

A voz do silêncio

As aves do mar brincam na areia da minha praia deserta e escuto o triunfo do silêncio.

O azul do mar invade o meu pensamento, as ilusões apagam-se, tudo está no seu lugar e o meu mundo de silêncio tudo invade.

Tudo acaba para voltar a recomeçar, o ar envolve o tempo e o mar prolonga o silêncio da minha voz, sinto apenas a minha respiração.

As minhas palavras estão cansadas e o meu olhar procura a ternura de outros tempos.

Procuro árvores e fontes de água fresca, mas tudo está longe e a voz do silêncio tudo apaga.

Quero gritar na garganta, mas o silêncio é mais forte e tudo suspende arrastando as recordações, as esperanças e as noites de luar.

12:20

09/08/2018

MS

Género: 
Você votou 'Gosto'.

Comentários

alegre-se por respirar... por acordar todas as manhãs, em especial esta, viver o hoje... tanta coisa pra mudar.... melhorar nossa caminhada é ter gratidão, ter fé no coração. A alma, a essência desta vida pulsa em nós. 

Lembro sempre de agradecer os bons dias e os dias ruins, é neles que eu consigo aprender. Aprender a ser melhor, a errar menos, a me cobrar menos, a ficar menos magoado, a não ter ódio nem de mim, nem de ninguém. 

Somos todos seres imperfeitos, somos diferentes, somos irmãos e buscamos melhorar-nos das nossas imperfeições, afinal quem tem defeito é o carro, nós so somos IMPERFEITOS.

Seja feliz, pense em sorrir.... afinal, mais um dia na sua caminhada

a ti foi permitido. Gratidão

Abraços fraternos 

Um dos aspectos da evolução espiritual é a perseverança. Um dos aspectos da perseverança é a FÉ. Se não consegues perseverar é porque te falta fé. Aquele que persevera com fé, finalmente alcança grande evolução.

Obrigado meu amigo, por vezes escrever mesmo que as palavras sejam um pouco tristes, também é uma forma de libertação e me manter ocupado, mas sem dúvida que tens toda a razão nos teus sábios conselhos e agraço a atenção que me dás.

O meu caloroso abraço

Miguel

Agradeço...

Como sabes estou internado a recuperar de um depressão e espero sair brevemente.

Vou tentando ajudar todos os que me circundam, falo com um senhor que está acamado, vou faze-lo agora às 17:00, faltam poucos minutos. Falo  com os mais debilitados…

Hoje aconteceu uma coisa extraordinária à hora do almoço, um utente muito grande (com cerca de 140 quilos, engasgou-se, a enfermeira não tinha os braços suficientemente grandes para lhe fazer a manobra de heimelich, eu que por acaso tenho o curso de primeiros socorros e os braços grandes, consegui safar o rapaz…) Isso é o suficiente para me encher a alma… É isso que preciso para me recuperar… ajudando estou a ajudar-me.

Até já, agora vou conversar sobre pesca de rio, com um senhor de 90 anos, um homem com uma história de vida incrível.

Até logo

Miguel

Se gostares de pesca temos  muito que conversar.

Se tiveres FB, podes ver algumas fotos das minhas pescarias, o meu perfil é  Miguel Sousa Santos, a Foto é a mesma do Poesiafãclube e a Cidade é Coimbra.

Abraço

vou procurar!!! mas não gosto de pescar eu gosto mesmo é de viajar, já estive em Portugal 3 vezes. Amo mochilar.

 

Abraços

 

 

Sim, percorrer o mundo caminhando é uma paixão de muita gente, podes procurar na net os Livros de um dos muitos aventureiros que já percorreram o mundo dessa forma, temos cá um caminheiro que escreveu as suas caminhadas pelo mundo inteiro, já li os seus livros - O Gonçalo Cadilhe.

Abraço

já dei uma espiada no site.

 

Obrigado

o silêncio é a voz da minha alma :)

Apenas o silêncio nos permite escrever. Quanto mais falo menos escrevo... Apenas o silêncio me permite sonhar e inventar coisas... Beijinho Maria Helena.

mergulho no silêncio para me poder encontrar e nele encontro todos os sonhos do mundo :)

 

Por vezes acordo após ter sonhado e quando vejo que afinal tudo não passou de um sonho, só me resta ficar em silêncio ou então levantar-me da cama e escrever...

Bons sonhos.

 

por vezes perco-me entre o sonho e a realidade, não consigo distingui-los pois a minha alma tanto existe no sonho como na realidade...

Maria Helena, deoxo-te um texto que escrevi.

 

Sonhar

Sonhar não é projetar e concretizar. É fazer, fazer um sonho. O sonho está na nossa mente, no horizonte, no sótão, no espaço, no mar, no sol e na lua.

Fazer um sonho é pensar, é viver, é agora. É como caminhar, é para isso que serve sonhar, para caminhar sem nunca alcançar, para descobrir sem nunca ver.

Há sempre algo que falta fazer, há sempre mais vida para viver. É irrelevante a nossa idade, a distância e o tempo. A vontade é tudo o que importa, é ela que nos permite abraçar o mundo e sentir que estamos vivos.

Tenho mil coisas que ainda não partilhei, sentidos, cheiros, locais, coisas simples, coisas sem fim, coisas que se vão apagar da minha cabeça se não as contar.

Tenho mil gestos que quero dar e mil palavras que quero ouvir.

Todos os seres têm uma razão forte para viver, só o homem se afasta do mundo, lentamente vai perdendo a capacidade de o identificar, de o perceber e de o reconhecer.

Fomos feitos para caminhar descalços, para trepar, para sobreviver… não podemos parar, corremos o risco de deixar de viver.

Quero saber onde fica o fim, quero saber se valeu a pena ter lá chegado. Imaginem que vão numa caravela e a meio do atlântico decidem voltar para trás, faz sentido?

O melhor é ir até ao fim, alguma coisa deve lá estar.

Ainda não terminei a viagem.

 

Continua a Viver e a Sonhar.

Espero que os seus sonhos alegrem a sua alma.

 

ser-se poeta, deliciosa tentação, os sentimentos voam como as palavras quando as soltamos ao vento... :)

Boa tarde Maria Helena, por falar em vento...

 

Quero ter o Vento

Quero ter os teus cabelos na minha mão para os soltar ao vento, quero ter o vento a qualquer preço, é bom ter o vento.

Quero que o vento sopre e nos faça viajar sobre as ondas do mar, tenho que ter o vento.

Quero que o vento faça cair folhas brancas para podermos caminhar na Lua; nas mãos do vento lunar podemos flutuar eternamente embalando o suspiro do mundo.

Quero ter o vento.

19:07

05/08/2018

MS

Um pequeno texto que escrevi porque gosto do vento e das coisas simples que o mundo nos dá.

 

quisera ser como o vento, apenas sentir a imensidão do meu ser...

Bom Tarde Maria Helena.

Vou procurar alguma coisa para lhe desejar um bom dia de Domingo.

Gosto de ver a noite nos meses de janeiro.

Quando era pequeno caminhava nas florestas por cima das folhas, subia veredas para chegar mais alto, acreditava que subindo mais e mais, podia ver de perto as constelações e as estrelas cadentes.

Nessas veredas, os mochos galegos ocupavam os seus habituais poleiros para anunciarem o luar de janeiro. Quando a lua mostrava todo o seu esplendor, tudo parecia irreal.

É impossível descrever o que ela me fazia sentir, era uma luz que chegava num tom de prata, um branco púrpura… Permitia ver ao longe e sonhar de olhos abertos, amar a noite como de uma mulher se tratasse.

Era um luar límpido, um luar de frio, de lareiras acesas, de palavras e histórias antigas, de mantas grossas e sonhos intermináveis, de adegas e fadistas improváveis, de vinho novo e varas de fumeiro.

São longas as noites de janeiro... Uivam os cães, gritam os gatos, voam as corujas e juntam-se os corpos.

Quando olhamos a noite de janeiro percebemos a força da natureza.

É uma força selvagem e dominadora, invade-nos por dentro e envolve-nos por fora, suspende a obra dos homens para permitir o domínio do vento, dos astros e dos rios.

Miguel Sousa Santos

(24/01/2015)

Sinta o ar que respira, o silêncio da noite e o domínio do vento. 

Boas leituras e muita inspiração para os seus poemas.

Miguel

e a lua, essa feiticeira que pinta o meu olhar de espanto e com o seu luar me fascina...

Boa tarde Maria Helena, deixo mais um pequeno texto.

 

Ela está aí, aparece como alguém que vive para pudermos acreditar na simplicidade das coisas que encantam.

 

É um quadro vivo pintado com uma só cor que muda de tonalidade com o passar das estações.

 

Com ela cresce a vontade de ver de noite, de olhar o céu e sentir o universo.

 

A luz do Sol esconde-a para que possa voltar ao entardecer.

 

(01/01/2015)

 

MS

 

Uma bom final de dia.

 "Encantador -  "Procuro árvores e fontes de água fresca, mas tudo está longe e a voz do silêncio tudo apaga."...

Obrigado meu amigo.

Eu é que agradeço as tuas simpáticas palavras.

Abraço.

Lindo poema, parabéns.

Obrigado Rogério.

Um Abraço.