Aforismo

Satisfação

Será que vivemos, tentando livrar-nos da pura insatisfação como humanos?

 

S​​oa fácil, sorrir à toa, como é que será?

Acaso que caiu sobre mim, feito arraso em que...

Tosco andar, num chão também tosco e na mesma vivemos!

Isto de viver é como um contínuo misto, em que vamos tentando:

Satisfação seria não haver escuridão, dela livrar-nos!

Fatais, como estas palavras, nada mais, outro dia da...

Afasto o frio que no corpo arrasto, como a luz pura!

inteiro

Poderá caber um ano inteiro numa poesia que até contenha o tempo?

 

Poderá ser um jardim?

Caber todo o mundo?

Um dia, monte ou sopé!

Inteiro:

Numa palavra começa, noutra conta-se num segundo:

Poesia?

Que me torna derradeiro:

Até!

Contenha o nada assim?

O amor verdadeiro?

Tempo!

 

Poderá caber o mundo?

Ou até um dia inteiro?

tenho essência de poesia:

com ela sou inteiro!

Meu contratempo?

Belo jardim!

o ano torna-se segundo:

DIFERENTE!

DIFERENTE!

difere ter outra mente?

ente que fere apenas por ter:

ser diferente!

refere a vida em versos:

como que a entreter!

entre as linhas outros tantos universos:

numa forma de contravolteio!

caminhar como gente:

numa anomalia se deter?

 

ter mão nesse rodeio!

pensar simplesmente:

modos inversos?

Perseverança do dia. Caso 14.

P.D. Caso 14.

 

A piquira era normal. Possuía a doença da sanidade, e em seus 18 anos de loucura, cuidava dos loucos, pois eram sãos. Estava completamente despida e com nojo da compaixão. Castrador, anunciou. A dominação da atuação, um juiz. Enviado pela vontade divina na saudável e voraz dissimulação. Sorrateiro em sua geração habitual do calabouço.

dia de prantos

Hoje é dia de memórias, flores, saudades mortas e muita terra,cinzas!

 

Hoje e sempre por linhas tortas,

É dia sem vaidades!

Dia de antigas lágrimas e passados horrores:

Memórias?

Flores que viraram histórias:

Saudades!

Mortas em dor que não se encerra,

E mesmo em pó ou cinzas:

Muita,

Terra,

Cinzas!

 

Hoje, sempre sem vaidades!

Linhas tortas:

saudades!

Dia dos nossos santos:

As flores já mortas!

Mas todos vivos nas histórias!

trocam-se as flores,

percurso

Poderão chamar de tudo, cada  com o seu significado, para mim  percurso!

 

Poderão chamar-lhe de caminho?

Chamar de acomodado!

De vontades grandes, mas pouco recurso:

Tudo?

Cada verso um legado!

Com pontuação, nada mudo,

O sentido é continuar:

Seu interior mostrar!

Significado!

Para os amigos, todo o carinho:

Mim, como que agradado!

Percurso.

 

Poderão até não ter significado:

Poemas com todo o carinho!

Não ficarei mudo,

Cada um com o seu caminho?

Pages