Erótico

Números mágicos...

existe qualquer coisa nos números,
que sempre me fascinou,
embora eu com a matemática,
simplesmente não me dou...
prefiro as letras aos números,
mas tenho que dar a mão á palmatória,
os algarismos quando bem ligados,
podem contar a nossa estória...
Eles dão-se aos olhares em código,
mas só quem sabe consegue ver,
que por trás da aritmética,
existe um mundo a se esconder...
Eu gosto de observá-los,
tirar-lhes muitas vezes a pinta,
mas confesso que sempre que posso,

Corpo - Homem

 

 Corpo – Homem

Despido do salivar da minha língua,

teu corpo-homem arde em fogo nas cinzas

do olhar  solto de prazer.

No topo do tronco flutuam letras de cabelos brancos,

que marcam a vivência física.

Olhos fundidos no manto da terra,

cercados por cercas escuras da noite,

Inebriam meus-  teus lábios dormentes,

respirar teu hálito,

prender tua língua na minha,

perder-me no alfabeto do Corpo-Homem.

Escorre pelo meu rosto caricias, carinhos

desenhados em teus dedos de água-fogo.

Nua Narceja

NUA NARCEJA

mona narceja Nua
tal Ofélia tanto Ofélia
poisava
nos éteres voláteis do Tua
o rio dela fez escrava
ó i é i é i é
a narceja perde o pé

o pântano queria Nua
para pécora rôla pega
comê-la com gargântua
ser senão puta d'achega
ó i é i é i é
a narceja perde o pé

sapal trajado de rio
prós céus vai voar Nua
me querias pra desvario
fica-te com silhueta de lua
ó i é i é i é
a narceja bate o pé

Pages