Amor não é

 

Amor não é hora que sobeje ao corpo.
Amor! Não é...

Amor não é alimento que não faça falta ao dia.
Amor não é...

Mesmo que nunca tivéssemos ouvido falar dele sentiríamos a sua falta, amor!
Seriamos órfãos desse pão que falta.
Esse lugar vazio à mesa...

Amor não é que tenha andado nu de amor.
Sempre estive de amor, e sabes.
Estou apenas à boca dele, do amor,
como sempre estive,
mas desta vez mais velho.
E aprecio-o hoje como quem olha
com ternura para o menino que foi
e já não é.

Amor,
É o teu olhar de ternura, na pétala que cai da idade,
como se fosse tua - lágrima,
que cai com todo o peso do mundo,
em cima de outro mundo.
Desejando que fosse tua
essa pena que cai do outro.
Que cai do corpo,
que cai da árvore,
que cai do mundo,
que cai no fundo...

Amor não é que não saibas já o que amor não é,
hoje estou apenas mais de amores.
Como o minuto que falta à entrada da nova hora.

Agradeço-te a tua entrega.
A tua vigília.
A tua incondicional presença
perante a minha excepcional condição.
E sei que não a mereço.
Mas espero por ela,
(Mesmo sabendo que não a mereço),
tua entrega enfim,
de todos o dias,
a todas as horas...

Amor não é hora que sobeje ao corpo.
Amor! Não é...

Amor não é alimento que não faça falta ao dia.
Amor não é...

Género: 

Comentários

Nossa! Amor, que calor! No corpo um desabafo, no abraço um amaço! Ai! Não sei o que faço! A distancia é um embaraço!

Ex-Ricardo's picture

Agradecido pelo comentário Madalena:)

Se isso não é amor, então o que é , poeta?
De repente o amor foge a todas as definições e liberta-se de todas as amarras... Lindo texto.

Ex-Ricardo's picture

Agradecido pelas suas palavras e leitura atenta ao meu poema.

p/ Ex-Ricardo...Amor  é tudo de bom!

Amor não é paixão, amor é amar não é ilusão!

Pois é.

Amor não é...

Amor significa tudo na vida.

O que se viveu, e o que por certo será vivida.

Lindissima poesia, parabens 

Abraço 

Billy

 

Ex-Ricardo's picture

Agradeço as suas palavras Billy.

 

Um abraço.

FERNANDO ANTÔNIO FONSECA's picture

ÓTIMO POEMA, RICARDO!...PARABÉNS!...

Belo poema ao geito

que o geito do amor sempre é

sem nenhuns embaraços

Um abraço

FC