Dias perdidos

Em mim os dias se perderam

Quimeras encontradas em sinuosos caminhos de dor

E de mim me perdi e esta sã loucura me invadiu

Da aurora que me amanhecia

A vida em mim insana vivia,

Perdi o caminho que os meus pés trilhavam

Na incessante busca de nunca me perder

Mas o sonho de breu carregado me cobriu

Coloriu a minha alma de perdição

E o verde esperança em mim brotou

Nas brumas do meu ser floriu

O meu olhar procura o caminho que me acossa

A vida reclama-me cheia de esplendor

E assim me encontro e assim me perco,

Pois em mim os dias se perderam…

Género: 
Você votou 'Não gosto'.

Comentários

Gosto e identifico-me bastante com o que escreve.

Miguel

Um Abraço Fraterno

obrigado :)