O Cacto e as Flores

As flores do cacto estão lá,
Pois nem só de rosas são feitos os jardins.
Mesmo quando não vistas
E sem os cuidados dedicados as outras flores,
Permanecem pacientes.
Quando os ares mudam aridamente, 
E os jardins ficam esquecidos,
É a única sobrevivente.
E quando, de passagem, 
alguém ir à direção do antigo recinto, 
encontrará a una e imponente, 
que se torna a mais bela 
em meio a flores secas 
que morrem por não aguentar a virada de estação.
Género: 

Comentários

Um poema bem concreto. Ótimo

Obrigada ^^ gosto do concreto 

as flores têm o poder
de ser belas,
basta saber
vê-las.

Saudações!
_Abilio.

Belo comentario Henricabilio
Obrigada ^^