um palácio transcendental

a estrada fluida do lazer com as suas ondulações túrgidas investe na perfeição; com a sua carinhosa lassitude solicita as recreações que arredondam a esperança; com os seus imaginários fulgores desloca para o plano da morte as suas reflexões.

Género: