Velho pontão

O dia já desusado retira-se marulhando
Feliz por entre maresias quase eclipsadas
Deixa o poente acorrentar-se a uma
Onda deveras tão bem entrosada
 
O velho pontão lá permanece intacto
Decifra aqui e acolá uma maré represada
Entre as dunas da solidão sempre insinuante até
Apaziguar a alma qual caricia de luz doce e exuberante
 
FC
Género: 
Você votou 'Não gosto'.