Amor

Divino...

Por vezes parece coisa do diabo,
este amor divino,
que enganou o destino,
e chegou a mim,
desconjurando a pele,
e entrando fiel,
no meu peito por fim...
Ele é a minha cruz,
que encanta e seduz,
o meu corpo ruim,
deixando-o nas malhas,
das vontades canalhas,
que nascem de mim...

Destino

Casa cheia de rosas

Deixei cartas para quem quiser ler,

Uma história cheia de lágrimas

Nada é mais dificil que acordar á noite sozinho

O tempo passa e compra, mas as rosas ainda aqui estao

Como posso retirar esta dor?

Um dia vais encontrar-me e fazer perguntas ás quais nao saberei responder

Sei que queres mais, queres um tempo para os dois

Isot nao pode ser real, nao ves a minha dor?

Sou algum criminoso?

Nada dura para sempre

O destino é falso

A verdade foi mais alta agora anda á procura do sinal

O Vestido

Ela está vestida ainda por cima de mim. Ela estica a minha vergonha. Estou com esta dor toda e nao quer saber. Tudo escapou e cobriu-me de dor eu fazia qualquer para te-la.

Agora nao sei o que fazer nao sei o que fazer quando ela me entritece. Ela era tudo para como um sonho nao correspondido ela agora é um mito que eu tenho de acreditar. Agora o que tenho que faze-la real é mais uma razao.

Tenho um prego na minha garganta, está a sufocar, sinto resgar em pedaços.

Atira-me essas pedras e cospe na minha alma. Como posso ouvir a tua vergonha se foges do mesmo?