Amor

A Paixão

Paixão não serve!

Paixão é fogo de artifício:

Explode!

Luz, som, brilho, beleza, cor…

Fumaça!
 

Paixão é artifício.

É superfície, planície…

É fogo que inflama os sentidos,

Queima a razão,

Chamusca o coração,

E deixa a dor.

 

Paixão não serve!

É mais do que encanto inicial,

O encanto que faísca os olhos

E provoca o incêndio

Que acende o coração.

 

Quando o coração acende,

A paixão não serve.

Ou nasce o amor,

Ou nada acontece.

Pensamento Fluido

Tenho tentado ser eu,

Fazer o certo,

Ser mais do que aquilo que, por vezes, consigo ou posso ser.

Pertenço a alguém que não me conhece,

Mas continuo a dormir na minha cama.

Não penso ter a pessoa certa para mim,

Porém,

Tenho a certeza que ninguém mais será melhor para ti,

Do que eu.

Pertenço unicamente a mim,

E tu nem imaginas o quanto me pertences,

É algo que precisas sem perceber que necessitas,

Eu.

Estaria agora do teu lado se um dia me olhasses,

E me visses. 

Abraço pálido

E mais um lânguido sorriso

Desabrocha de suas faces

Murchas. Seu olhar exprime

A ânsia de sentimentos

Vorazes que perpetuam

Sua alma.

 

A chama da vela

De mais uma noite fria,

Faz brotar de teu olhar

uma lágrima,

De saudade dos velhos

tempos que não voltam mais.

 

A noite fria é sua única

companhia.

Porem seu sorriso novamente

desabrocha, no abraço

pálido do seu amado

que veio busca-la.

 

Sthefanny Milany (Ster Millany)

 

 

Fotografia (25-06-2013)

Revi-te numa fotografia
A preto e branco desmaiado –
Vi-te – e senti nostalgia:
Quem me dera poder ter-te tocado

Bem sei que fisicamente não estás,
Que nunca, jamais, seremos contemporâneos
Mas o cemitério onde o teu corpo jaz
Traz-me flashbacks instantâneos

E eu sei que contigo posso estar
Quando, em segredo, te chamar,
Quando um dia me sentir só, não deste mundo

Basta olhar-te nos teus olhos ternos
Que, nos meus, eles serão serenos –
E ter-te-ei a cada olhar, a cada segundo…

Mandei...

Hoje mandei recolher a lua,
apagar todas as estrelas do céu,
hoje eu quero ser tua,
sem que ninguém brilhe mais do que eu...
Hoje só eu vou reluzir,
dentro do teu olhar,
vou acender em ti a noite,
hoje serei o teu luar...

Meus beijos serão archotes,
convites ao teu prazer,
minhas mãos dois candelabros,
cientes do que fazer...
Saberei enfrentar o teu breu,
com a chama do meu amor,
esta noite, tu e eu,
daremos ao firmamento outra cor...

Pages